Por muito tempo tenho observado que a Medicina Veterinária tem se apresentado como uma grande jornada para vários profissionais em todo o Brasil.

Uma jornada de grandes desafios onde a base tecnicista da nossa profissão nos exige o saber, o conhecer, o compreender e o entender como companheiros dessa jornada. E ainda, no meio do caminho surge o executar e …bem! Para que possamos ser reconhecidos como bons profissionais, executar a ciência médica veterinária nos parece ser o básico e fundamental para que possamos atingir o tão esperado sucesso profissional.

E aí novos ventos surgem no horizonte profissional e novas habilidades e competências passam a ser exigidos de todos os profissionais que pretendam ser capazes de competir de forma ética e produtiva nesse mercado de prestação de serviços para animais de estimação, em suas várias facetas veterinárias, desde a consulta até procedimentos laboratoriais e cirúrgicos mais complexos.

Que cenário é esse?

O que está sendo exigido dos profissionais da Medicina Veterinária?

Em um momento onde nossa profissão sofre os maiores ataques multidirecionados sejam eles externos – como o caso de pseudo-protetores que promovem tratamentos miraculosos nas mídias sociais e legislações que afetam o exercício da profissão de forma muitas vezes arbitrária, ou internos – como as próprias deficiências na formação de nossos profissionais em um  inacreditável universo demais de 200 universidades despejando profissionais que não estão no nível esperado pela Medicina Veterinária bem como por seu mercado consumidor; surge a GESTÃO como ferramenta de apoio e suporte ao exercício do Médico Veterinário.

A Gestão deixa de ser uma impressão, uma idéia, uma proposta ou mesmo uma “desnecessária intervenção no tecnicismo” como já ouvi de uma colega docente de uma universidade, e, precisa ser vista como uma ciência sim como todos os pontos importantes sendo percebidos e aplicados tais como:

  • Fundamento

  • Pesquisa

  • Estudo

  • Viabilidade

  • Aplicação

  • Controle

  • Resultados

Vejo a Gestão buscar seu caminho como mais do que apenas uma proposta, uma muleta profissional, um devaneio de poucos loucos….e sim como uma área do conhecimento que se coloca à disposição daqueles que na Medicina Veterinária buscam usar as ferramentas e os conhecimentos desta ciência de forma técnica sim, sem achismos ou pretensos encantamentos.

E a base da Gestão?

Responde por um nome:   RESPONSABILIDADE TÉCNICA!!!

Querendo você ou não…essa é uma especialidade que merece ser respeitada como qualquer outra, respeito é ética que faltam em todos os níveis quando se fala em assinar a Responsabilidade Técnica, quando quem despreza, desmerece não tem a menor capacidade técnica e  fundamentada para saber do que está falando…então segue o velho raciocínio tacanho.. “o que eu não domino, eu abomino…”

E você que procura ser respeita pela postura profissional que você constrói todos os dias dentro de sua clínica e de sua rotina, pense somente em VOCÊ  e nas suas responsabilidades, pois ser cobrado você será de todos os lados, isso é fato! Veja a quantidade de normas, regras e leis…mas dependerá de você ser capaz de mostrar ser superior a isso tudo!

 

Pense nisso!

by: